Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Breasal’ Category

Ishpa

Antigo jogo de tabuleiro que tem como principal objetivo desenvolver a lógica e o raciocínio rápido. É muito apreciado entre os Gnomos, e se pode ver um tabuleiro deste jogo na casa de qualquer gnomo típico. Normalmente os tabuleiros são feitos de madeira e as peças de pedra polida. As peças se comportam como engrenagens, quando se move uma, todas as outras se mexem. O objetivo é trazer o mîr, uma peça um pouco maior que as outras, até o seu lado do tabuleiro. O tabuleiro é chamado de hweol e as outras peças de clawu.

Anúncios

Read Full Post »

Anões

reinoanaoUm dos povos mais poderosos de Breasal. A localização do seu reino, no extremo sudeste do mundo, garante acesso exclusivo às ricas Minas de Wokhan. Sentem um grande apreço pela natureza e a luta. São duros, mas justos para com todos.  Os braços e pernas fortes, acostumados a trabalhos manuais, cavam persistentemente as montanhas. São teimosos e persistentes em suas crenças. Apesar de serem mais baixos que Humanos e Elfos, sua constituição forte por muitas vezes lhes garante vantagem sobre as outras raças. Gostam de usar barbas e seus cabelos são escuros ou ruivos. São respeitados por todos os povos do mundo e sua palavra sempre tem grande influência quando uma decisão importante precisa ser tomada.

Read Full Post »

Amonaugrim, O Vigia

Uma grande torre esculpida em um dos picos da Cordilheira do Desespero, na fronteira oeste do Reino dos Anões. De seus altos salões, grandes fogueiras iluminam e vigiam os que se aproximam. Dizem, os poucos que tiveram o privilégio de subir seus incontáveis degraus, que é possível ver além do rio Kamuz. Se esta for a verdade, é um feito impressionante.

Read Full Post »

Deus dos que buscam a justiça acima de tudo. É a religião mais comum de Breasal, muito apreciada pelos Humanos. Dizem as histórias que Haure fez parte do grupo que derrotou o Bruxo, durante o Terrível Domínio. Tornou-se deus pelo culto que surgiu a este grupo, espalhado por toda Breasal pelos sobreviventes dos campos de prisioneiros. O mesmo aconteceu com Grannarf e Olwein, os chamados Deuses Novos. Varr é um dos grandes paladinos de Haure.

Read Full Post »

Cadeado de Blandor

O símbolo que representava o tesouro de Blandor, um dos mais astutos saqramans que Breasal conheceu. Depois de assaltar muitas caravanas, Blandor decidiu viver em uma luxuosa casa longe das cidades e de todos. Seu tesouro passou a ser o desejo de muitos ladrões que tentavam de todas as maneiras roubá-lo. Porém o saqraman esperava por isso e preparava-lhes terríveis armadilhas. Muitos morreram em seus estreitos corredores ou com venenos poderosos. Até que Ligen tentou. O gnomo roubou tudo que Blandor tinha e ainda levou o cadeado como lembrança. Este se tornou seu amuleto, ele o leva preso ao cinto de couro. Este roubo revelou o grande Ligen para o mundo.

Read Full Post »

Varr

Varr – humano nascido em Prindar, em 19 de Erebnainië de 1668. Paladino de Haure deus da Justiça, um dos melhores que este deus já teve. Entrou para o grupo de aventureiros Basiliscos em 1685 e participou de grandes feitos. Guerreiro leal e de enorme habilidade, um amigo para se contar em todos os momentos.

Read Full Post »

Durindana

Durindana é a espada do humano Kólon. Sua lâmina é longa e fina, o guarda-mão formado por duas cabeças de dragões, na parte de baixo do cabo o dente de um desses terríveis répteis adorna a arma.

Read Full Post »